Para manter a temperatura durante os dias gelados do inverno e garantir a resistência do organismo contra gripes e resfriados tão comuns nesta época do ano, apenas cobertor não basta. Veja os alimentos que são as melhores pedidas para proporcionar refeições quentes no seu cardápio de inverno:

ACEROLA: é fonte de vitamina C que maximiza a função de células imunológicas e auxilia na manutenção de mucosas, inclusive do trato respiratório. Pode acelerar o processo de recuperação de gripes e resfriados. Outras fontes alimentares interessantes dessa vitamina são morango, tangerina, frutas cítricas (limão, laranja, lima), kiwi, caju, tomate e pimentão verde.

BRÓCOLIS: Excelente fonte de betacaroteno, essencial para a saúde das mucosas do trato respiratório. Sua deficiência reduz do número de células de defesa e aumenta a suscetibilidade de infecções bacterianas ou virais. Outros alimentos ricos em betacaroteno são abóbora, damasco, fígado, cenoura e melão.

FEIJÃO: rico em aminoácidos que estão relacionados com a produção de anticorpos e zinco que previne doenças imunológicas e a diminuição de linfócitos do sangue, células que defendem o corpo contra invasores, principalmente, virais.

ALHO: Sua principal contribuição é proveniente dos compostos bioativos, como os compostos sulfurados com potencial efeito antiviral. Alimentos como cebola ou brócolis também possuem essas substâncias, porém no alho estão presentes em quantidades três vezes maiores.

IOGURTE: é considerado um alimento probiótico, pois possui microorganismos vivos (lactobacilos e bifidobactérias), envolvidos no desenvolvimento de anticorpos e ativação de linfócitos que podem contribuir para fortalecer a resposta imunológica contra vírus.

CHICÓRIA: possui fibras alimentares consideradas prebióticas que proporcionam a colonização do trato intestinal com bactérias benéficas, o que contribui para o bom funcionamento do sistema imunológico e reduz o risco de doenças como gripes e resfriados.

COGUMELOS: Possuem beta-glucanas que estimulam o sistema imune. Pesquisas demonstram atividade dos extratos de cogumelo contra bactérias, como E.coli, estafilococo e ramificações de tuberculose, bem como contra uma ampla variedade de vírus, varíola e do vírus da influenza. Os mais populares são o champignon e o shiitake, entretanto, as espécies maitake e shiitake são os cogumelos medicinais mais conhecidos e pesquisados.

PROTEÍNA DO SORO DO LEITE (WHEY PROTEIN): possui compostos bioativos que proporcionam estímulo linfocitário (células de defesa) e produção de anticorpos. Por ser mais facilmente digerida e absorvida, sugere-se que sua ação seja altamente benéfica ao organismo humano antes, durante e após períodos de exercícios intensos e/ou prolongados.

CARNE VERMELHA: possui ferro fundamental para produção de células que transportam o oxigênio necessário para o adequado funcionamento do corpo e maior resistência à doenças. Outras fontes de ferro são ovos, hortaliças verde-escuras, feijão e frutas secas.

OVO: É um alimento rico em vitamina E, essencial para melhor absorção das vitaminas A e C. Auxilia na proteção das membranas das células contra substâncias tóxicas que podem causar danos às estruturas das células e, dessa forma, desencadear doenças. Além disso, também possui aminoácidos que estão relacionados com a produção de anticorpos. Outros alimentos ricos em vitamina E são: nozes e castanhas, amêndoas e abacate.

Ana Carolina Costa Nutricionista Estilo Vitae. CRN :10101258