Existem basicamente três tipos de pisada: pronada, supinada e neutra. Elas se diferenciam pela maneira com que o pé toca o chão, desde o calcanhar até a impulsão dada pela ponta dos pés.

Pronadores: tendem a começar o movimento mais pela parte interna do calcanhar, apoiar mais borda interna do pé e, por fim, concentrar o impulso na área do dedão. Geralmente, os pronadores têm pé chato e necessitam de tênis com estabilidade.

Neutra: a pisada começa no calcanhar, o pé percorre o solo de modo mais uniforme e o impulso é dado pelo apoio dos três primeiros dedos.

Supinadores: tendem a apoiar a parte externa do calcanhar com mais intensidade, o movimento segue pela borda externa do pé e o impulso é concentrado nos últimos dedos. Geralmente, os supinadores têm pé cavo e o amortecimento do tênis é fundamental.

Vale lembrar que nenhum tipo de pisada é melhor que outro. A pisada é definida pelas características do sistema locomotor da pessoa e só precisa ser corrigida em casos extremos. O tênis indicado para cada tipo ajuda a conter os excessos e a estabilizar a passada, mas não modifica o formato do pé.